10 DÚVIDAS MAIS COMUNS SOBRE O PROTETOR SOLAR

Você sabe qual a verdadeira importância do uso do Protetor Solar?

Apesar do sol forte já ser característico no verão brasileiro, algumas consequências negativas como manchas, vermelhidão, envelhecimento precoce e até mesmo câncer de pele podem ser evitadas com alguns cuidados corretos com a pele, o uso do protetor solar é um deles.

 

Muitas pessoas tem incertezas sobre o uso correto e a real importância do protetor solar. Pensando nisso listamos 10 dúvidas mais comuns para você esclarecer sobre a proteção, confira:

 

1. Por que a proteção solar é importante?

O protetor solar é necessário em qualquer época do ano. Um estudo norte-americano revela que o risco de câncer aumenta ainda mais quando a pessoa está em altitudes elevadas, como atividades de caminhadas numa montanha, como na exposição solar prolongada. É importante evitar o sol no período que vai das 11h às 15h, quando seus raios são mais intensos. A proteção deve ser completada com o uso de boné ou chapéu, camisa de manga longa e calça comprida de tecidos leves, especialmente se existir tendência familiar ao câncer de pele.

 

2. É preciso usar protetor solar em dias mais nublados?

 Sim. Mesmo em dias nublados, é importante que a atenção com a proteção solar seja igual a dos dias ensolarados, assim como os fatores dos protetores. Cerca de 80% da radiação ultravioleta atravessa as nuvens, portanto as nuvens não protegem contra os danos da exposição ao sol.
.

3. Qual a quantidade de protetor solar ideal?

 O ideal é cobrir completamente a superfície da pele. Há uma convenção de que no rosto deve-se aplicar uma colher de café cheia, e no corpo uma xícara de café ou seis colheres de chá de protetor solar.

 

4. As versões em gel e spray são mais fracas do que os cremes?

Não. Independentemente da embalagem ou formula, os protetores são submetidos a testes para comprovar sua propriedade de filtrar as radiações UVA e UVB. Portanto, devem oferecer a mesma proteção.

 

5. Preciso utilizar protetor solar após as 16h?

Sim. Apesar da incidência dos raios UVB serem mais fortes durante o período mais quente do dia (entre 10h e 16h), os raios UVA – que causam o câncer de pele – são quase constantes durante o dia todo. Por isso, é importante usar o protetor em qualquer horário em que se esteja exposto ao sol.

 

6. Se eu já estiver com a pele queimada, preciso usar um filtro com maior fator de proteção?

Se a pele já esta queimada, ela não deve ser exposta ao sol porque o dano pode ser intensificado muito facilmente por qualquer exposição adicional. De qualquer maneira, se a pessoa pretende sair de casa, é importante manter o uso do protetor para minimizar qualquer dose de radiação que chegue à pele.

 

7. Na hora de escolher um protetor, o que devemos levar em consideração?

Além da cor da pele, outro fator importante é o tipo de pele. Os protetores – principalmente os de rosto – são produzidos para cada tipo específico de pele (como seca ou oleosa). Para a exposição prolongada ao sol, é importante optar por FPS mais altos.

 

8. Protetores solares com cor são mais eficazes?

Os protetores solares com cor têm o mesmo desempenho que os demais protetores. Eles têm sido os mais procurados pelas mulheres. Dependendo da quantidade de pigmento usado na formulação, podemos conferir um tom de bronzeado temporário à pele sem a necessidade de se expor ao sol.

 

9. Como escolher o fator de protetor solar ideal para a cada tipo de pele?

Dependendo da cor da pele, o fator de proteção precisa ser maior. Peles mais claras devem utilizar FPS 30, no minimo. Já em peles negras, o FPS 15 é suficiente. Como o brasileiro tem mistura de muitas raças, quanto maior o FPS mais seguro.

 

10. Qual a diferença entre o protetor e o bronzeador?

Protetor solar tem a função de evitar que a pele sofra os danos que podem ser causados pela radiação solar, como queimaduras e envelhecimento precoce e também reduzir o risco de câncer de pele.

O bronzeamento é um mecanismo natural que deixa a pele mais pigmentada, para que o bronzeamento ocorra, o corpo precisa estar menos protegido. Portanto, o bronzeador é um produto que não oferece muita proteção à pele. Para potencializar o bronzeado, este tipo de produto pode conter pigmentos ou caroteno, que são materiais capazes de tingir um pouco a pele.

Leia Também: Cuidados com as Manchas na pele nesse Verão